Redução do monte de Vênus: entenda tudo sobre a cirurgia indicada para a diminuição da região.

O monte de Vênus é a região triangular situada acima do púbis, abaixo do abdômen e entre as virilhas. É uma região coberta por um coxim gorduroso que, se volumoso, pode marcar as vestimentas e levar ao constrangimento. Há pacientes que não usam roupas justas, calças legging e biquínis por vergonha e constrangimento. Nos casos em que tenha ocorrido grande variação do peso corporal (grandes emagrecimentos, cirurgia bariátrica, gravidezes), pode haver uma flacidez do monte de Vênus, associado ou não ao aumento de volume.

Redução do monte de Vênus

Indicação:
A redução do monte de Vênus costuma ser indicada para pacientes que têm aumento do volume, flacidez ou ambas na região, e se sentem constrangidas por isso. A gordura do monte de Vênus costuma ser mais difícil de perder com dietas e exercícios do que a do abdômen. Neste sentido, é muito comum pacientes se queixarem de perder a gordura do abdômen e flancos, mas não reduzir o volume do monte de Vênus.

Cirurgia:
A abaulamento gorduroso é tratado por lipoaspiração do monte de Vênus. Faço a vibrolipoaspiração, realizada por uma cânula vibratória, com menos trauma, menor dor e melhor recuperação. As pacientes jovens ou que não apresentaram grandes mudanças de peso (gravidezes, grandes emagrecimentos) geralmente não apresentam flacidez e excesso de pele, sendo a lipoaspiração suficiente para a correção da projeção indesejável da região.

Vibrolipo do Monte de Vênus.

Vibrolipo do Monte de Vênus.

Nos casos em que há flacidez e excesso de pele, associado à gordura local, existe a necessidade da retirada de um fuso de pele. Depois de realizada a vibrolipoaspiração do monte de Vênus, um fuso de pele na parte superior da região é retirado, fazendo que o monte de Vênus seja tracionado para cima e, assim, estique a pele. A cicatriz resultante da retirada de pele é semelhante à de uma cesárea e fica escondida na marca do biquíni.

Vibrolipo do Monte de Vênus.

Vibrolipo do Monte de Vênus.

Dr. André Colaneri explica a redução do monte de Vênus.

Anestesia:
A anestesia é local com sedação, tanto para vibrolipoaspiração, quanto para a lipo associada à retirada de pele. A sedação proporciona maior conforto ao paciente, que ao dormir não passa stress durante a cirurgia e, assim, permite ao cirurgião operar com tranquilidade e segurança.

Duração:
No caso apenas da vibrolipoaspiração do monte de Vênus, a duração da cirurgia é em torno de 50 minutos. Se associada à retirada de pele, passa a durar em torno de 90 minutos.

Internação:
A cirurgia é realizada em sistema ambulatorial, com internação e alta para o mesmo dia, algumas horas depois do término da cirurgia. Opero sempre em hospital, por questão de segurança, pois o centro cirúrgico é mais limpo, mais aparelhado e seguro para qualquer intercorrência, apesar de extremamente raras. Não é preciso acompanhante durante a internação. É possível operar e ter alta sozinha, não precisando ninguém ficar sabendo da cirurgia. Para tanto, é necessário ir embora de táxi ou carro particular, não podendo dirigir ou utilizar outro meio de transporte.

Volta ao trabalho:
A maioria das pacientes retornam ao trabalho de escritório 3 dias depois da cirurgia. Operam sexta feira e trabalham na segunda feira. Trabalhos que necessitam esforço físico, no entanto, precisarão maior tempo para seu retorno.

Recuperação:
Uma calcinha compressiva deve ser usada no mínimo por 1 mês. Drenagem linfática e ultrassom são fundamentais no pós-operatório para minimizar o inchaço e a fibrose, sendo realizados ao menos 2 vezes por semana, mínimo de 10 sessões. Deve-se evitar banhos quentes e demorado no primeiro mês, assim como exercícios físicos e relações sexuais.

Solange Frazão entrevista Dr André Colaneri sobre a redução do monte de Vênus.

Cicatriz:
No caso da vibrolipoaspiração do monte de Vênus, as cicatrizes são mínimas, sendo duas de 3 milímetros. Quando é necessária a retirada de um fuso de pele, a cicatriz se assemelha à de uma cesárea, ficando geralmente de boa qualidade e escondida na marca do biquíni.

Cicatriz lipo / Cicatriz fuso de pele

Cicatriz lipo / Cicatriz fuso de pele

Riscos:
Por ser uma cirurgia com anestesia local, rápida, de pequeno porte, a redução do monte de Vênus é muito segura. Entre as raras complicações, podem ser citadas: hematoma, seroma, queloide, infecção, cicatrizes inestéticas, abertura de pontos, trombos, irregularidades, assimetrias.

Resultado definitivo:
Apesar de com 3 meses a forma já costuma estar a final, o resultado definitivo demora ao menos 6 meses, tempo necessário para o amadurecimento da cicatriz.

DÚVIDAS FREQUENTES

1) Para quais pacientes a redução do monte de Vênus está indicada?

A cirurgia é indicada para as pacientes que apresentam aumento do volume do monte de Vênus, com ou sem flacidez e que se constranja com o abaulamento da região. A flacidez do monte de Vênus isolada, também, pode ser motivo para a cirurgia de retirada de pele do monte de Vênus.

2) Com qual anestesia é feita da redução do monte de Vênus?

Opero com anestesia local e sedação, para a paciente dormir e não ter stress durante a cirurgia, assim como permitir ao cirurgião operar com mais tranquilidade e precisão.

3) Quanto tempo dura a cirurgia?

A vibrolipoaspiração do monte de Vênus dura em torno de 50 minutos. Caso seja necessária a retirada de um fuso de pele depois da lipo, a cirurgia passa a demorar em torno de 90 minutos.

4) É necessária a internação para a cirurgia?

A redução do monte de Vênus é realizada em esquema ambulatorial, com internação e alta no mesmo dia, algumas horas depois do término da cirurgia.

Programa “Mulheres Poderosas” entrevista Dr André Colaneri.

5) É necessário levar acompanhante?

Não é necessário contar para ninguém. É possível internar sozinha, operar e ir embora sozinha, de táxi. Não pode ir dirigindo. Sendo assim, a cirurgia pode ser feita de forma sigilosa, sem ninguém ficar sabendo.

6) Em quanto tempo poderei voltar ao trabalho?

A maioria das pacientes que trabalham em escritório e não fazem esforços físicos, retornam ao trabalho em 3 dias, operando por exemplo na sexta feira e retornando ao trabalho na segunda feira.

7) Como são as cicatrizes?

Nos casos em que apenas lipoaspiração é necessária, as cicatrizes são duas de 3mm. Quando é preciso retirar um fragmento de pele, para estimar e resolver a flacidez, a cicatriz costuma ficar semelhante a de uma cesárea. Em ambos os casos, costumam ficar de boa qualidade e escondidas dentro da marca do biquíni.

8) A partir de qual idade é possível operar?

A redução do monte de Vênus pode ser realizada a partir dos 15 anos. Nos casos de pacientes menores de idade, é necessário a autorização de uma dos pais para operar.

9) É possível voltar a gordura do monte de Vênus?

É muito improvável que isso ocorra, pois grande parte da gordura é retirada. Porém, como não se retira 100% da gordura, caso a paciente volte a engordar muito, excessivamente, alguma projeção do monte de Vênus poderá ocorrer. A manutenção do resultado é responsabilidade da paciente.

10) São dados pontos na cicatriz?

A sutura é feita por pontos internos, que absorvem com o tempo e não precisam ser retirados. A parte externa é fechada por um curativo de cola, não tendo pontos para retirar.

11) Existe alteração da sensibilidade do monte de Vênus?

Pode ocorrer uma alteração transitória da região, mas como não são lesados os nervos, a sensibilidade retorna e não fica comprometida.

17) Quando será possível retomar os exercícios físicos?

Os exercícios não devem ser realizados até 45 dias da cirurgia, para evitar o aumento do inchaço.

16) Preciso fazer drenagens linfáticas?

As drenagens linfáticas são fundamentais na recuperação e influenciam no bom resultado da cirurgia. São necessárias ao menos duas por semana, totalizando no mínimo 10 sessões e associadas ao ultrassom. Geralmente são iniciadas depois de 3 dias da cirurgia.

15) Precisarei usar cinta compressiva?

Sim. Uma calcinha compressiva será usada por, no mínimo, 30 dias.

14) Depois de quanto tempo poderei tomar banho?

É possível tomar banho no dia seguinte da cirurgia, sendo o banho morno e rápido, para evitar aumentar o inchaço do monte de Vênus.

13) É preciso trocar curativos depois da cirurgia?

Não. Logo depois da cirurgia um curativo de plástico é usado, que permite até tomar banho sem trocar. Como é usado o adesivo com cola na cicatriz, não precisa trocar curativos depois de retirado o curativo de plástico.

12) Como é a recuperação, é dolorosa?

Não é comum ter dor importante. É mais comum um desconforto leve, controlado com analgésicos e antiinflamatórios comuns.

Orientações Pré e Pós-operatórias

Pré-operatórias:
1) Raspar ou depilar os pelos da região genital ao menos 3 dias antes da cirurgia;
2) Não tomar medicamentos que contenham ácido acetil salicílico (AAS, melhoral, doril, etc) ou qualquer medicamento anticoagulante por 14 dias antes da cirurgia;
3) Parar de tomar fórmulas para emagrecer, mesmo as fitoterápicas, 14 dias antes;
4) Evitar refeição gordurosa e exagerada na véspera da cirurgia;
5) Evitar bebida alcoólica na véspera da cirurgia;
6) Manter jejum absoluto (até água) por 8 horas antes da cirurgia;
7) Comparecer no hospital pontualmente no dia e horário definidos;
8) Levar para o hospital os exames e a meia antitrombo.

Pós-operatórias:
1) Seguir a prescrição médica corretamente;
2) Usar a calcinha compressiva pelo tempo orientado pelo cirurgião;
3) Não tomar medicamentos que contenham ácido acetil salicílico (AAS, melhoral, doril, etc) ou qualquer medicamento anticoagulante por 14 dias depois da cirurgia;
4) Fazer drenagens linfáticas ultrassom a partir do terceiro dia, 2 x semana, totalizando ao menos 10 sessões;
5) Evitar banhos quentes e/ou demorados por 21 dias;
6) Evitar exercícios, esforços, caminhadas e roupas justas ao menos por 21 dias;
7) Evitar relações sexuais ao menos por 30 dias;
8) Comparecer a todos os retornos agendados até receber alta.

Saiba mais sobre outras cirurgias intimas nos artigos:

Aumento da auto estima;
Cirurgia íntima a laser;
Como tratar flacidez dos grandes lábios vaginais.